O grande vilão no desenvolvimento de baterias no estado sólido é a baixa corrente, por isso as baterias levam tempo longo para recarregar, geralmente em torno de 10 a 12 horas para que a bateria carregue totalmente.

Os cientistas de Julich na Alemanha desenvolveram uma célula que leva menos de uma hora para carregar. De acordo com Dr Hermann Tempel do Instituto Julich de pesquisa sobre energia e clima, ele e diz que “Apenas pequenas correntes de carga e descarga eram possíveis devido a problemas de interfaces internas de estado sólido, nosso conceito se basea-se apenas em pequenas correntes eram possíveis devido ao problema nas interfaces de estado sólido. Nosso conceito se baseia numa combinação de materiais entra em ação, já o patenteamos”.

Nas baterias convencionais de íons de lítio, é usado um eletrólito líquido, com suas superfícies texturizadas, os eletrodos absorvem o líquido, criando uma grande área de contato

“Para permitir o maior fluxo possível de corrente através dos limites da camada, usamos materiais muito semelhantes para produzir todos os componentes“ explica Hermann.

O eletrólito sólido serve como um material de suporte estável ao qual os eletrodos de fosfato são aplicados em ambos os lados usando o processo de serigrafia. Os materiais utilizados têm preços razoáveis ​​e são relativamente fáceis de processar. Ao contrário das baterias convencionais de íons de lítio, a nova bateria de estado sólido também é amplamente livre de substâncias tóxicas ou prejudiciais.

“Nos testes iniciais, a nova célula de bateria era muito estável em mais de 500 ciclos de carga e descarga e reteve mais de 84% de sua capacidade original”, disse o Dr. Shicheng Yu. “Ainda há espaço para melhorias aqui. Teoricamente, uma perda de capacidade de menos de 1 por cento deve ser viável”, disse Yu, que desenvolveu e testou a bateria como parte de um programa de financiamento do Conselho de Bolsas de Estudo da China (CSC) no Instituto Julich. para Energia e Pesquisa Climática (IEK-9).

Além do desenvolvimento de eletro mobilidade, o porta-voz do tópico “armazenamento de bateria” da Associação Helmholtz acredita que as baterias de estado sólido também serão usadas em outras áreas no futuro: “As baterias de estado sólido estão sendo desenvolvidas com prioridade como armazenamento de energia para veículos elétricos de última geração, mas também acreditamos que as baterias de estado sólido prevalecerão em outros campos de aplicação que exigem uma longa vida útil e operação segura, como tecnologia médica ou componentes integrados na área de casa inteligente “, diz Eichel.