A Califórnia se tornou o primeiro estado americano a exigir painéis solares em quase todas as novas residencias.

A maioria das novas residencias construídas a partir de 1º de Janeiro de 2020 obrigatoriamente deverá incluir sistemas solares fotovoltaicos seguindo padrões da Comissão de Energia da Califórnia. Embora represente um impulso no mercado fotovoltaico da industria solar, haverá um aumento em torno de U$ 10 mil dólares de uma residencia.

O requisito para moradia faz parte da iniciativa do governo de Jerry Brown para reduzir as emissões de carbono em 40% até 2030 e oferece o modelo para outros estados.

Califórnia Investe em Energias Renováveis

O Estado tem tomado a frente em relação as políticas energéticas, estabelecendo padrões de eficiência energética para os eletrodomésticos, a instituição abrange um programa econômico para conter os gases de efeito estufa. A geração de energia solar sobe 6 vezes em 5 anos. Os Estados Unidos Obtiveram 10,4 gigawatts de energia solar residencial no final do ano passado, um recorde se comparado com os últimos 5 anos, porém o setor desacelerou em 2017 devido as mudanças politicas. A política solar da califórnia vai se agravar outra questão critica no estados mais populoso dos Estados Unidos, onde os altos custos de moradia são vistos como um empecilho para a economia.