Pesquisadores de Stanford, estão desenvolvendo através de uma nova combinação, uma bateria recarregável que pode armazenar grandes quantidades de energia renovável. A nova tecnologia poderia fornecer energia elétrica de forma rápida, econômica e em temperatura ambiente normal. Conhecida também como “Flow Battery”,  essas baterias possuem tipos de líquidos que podem produzir corrente de energia, foram limitadas na quantidade de que elas podem disponibilizar, seja em altas temperaturas, com materiais químicos caros e tóxicos.

De acordo com o professor de Stanford, engenheiro de materiais, William Chueh, este metal líquido tem 10 vezes a energia disponível por grama em relação aos outros materiais. ” Este é um novo tipo de bateria de fluxo que pode permitir um uso muito maior na energia solar com materiais abundantes da terra”.

Benefícios com o tempo

A equipe de estudantes de doutorado de Stanford, descobriu que a membrana de cerâmica impede de forma eficaz o sódio de migrar para o lado positivo, ou seja, fundamental para que a membrana seja bem sucedida. Este tipo de membrana é mais eficaz em temperaturas acima de 200º Celsius, em busca de uma bateria com temperatura ambiente, foi usado uma membrana fina, impulsionando a saída de energia do dispositivo, mostrando que desenvolver o design da membrana é um caminho promissor. Eles também experimentaram quatro líquidos diferentes para o lado positivo da bateria. Os líquidos à base de água degradaram rapidamente a membrana, mas eles acham que uma opção não baseada em água melhorará o desempenho da bateria.